A Parábola do Semeador

A Parábola do Semeador 1
Os Pregadores serão ouvidos?

Segundo muitos escritos, eles apontam que a parábola do semeador se refere ao otimismo, que a palavra da pregação e a própria FÉ salvarão ou serão aceitas por todos, depois de muitas vicissitudes que o homem passa. Tudo isso ao longo da sua vida, haverá momentos de rejeição e momentos de aceitação.

Outros escritos mais pessimistas referem-se ao coração duro do homem, que se refere ao chão. Que em muitos lugares a semente pode cair ou ser regada, mas em poucos pode brotar e dar frutos a serem colhidos. Muitos escutariam e depois esqueceriam que outros nem aceitariam.

Parábola do semeador – Bíblia (Mateus 13: 1-9; Senhor 4.1-9; Lc. 8.4-8)

Ela diz que Jesus estava descansando sentado perto do mar, como era normal ver muitas pessoas amontoadas ao seu redor, então ele entrou em um barco e sentou-se nele, enquanto todas as pessoas estavam em pé na praia.

Então ele contou muitas coisas em parábolas, dizendo:

Um fazendeiro saiu para plantar sua semente. Enquanto espalhava a semente, algumas caíam pela estrada e os pássaros vieram e a comeram.

Alguns caíram em lugares rochosos, onde não havia muita terra. Surgiu rapidamente, porque o chão era raso. Mas quando o sol apareceu, as plantas queimaram e murcharam porque não tinham raízes.

Outra semente caiu entre os espinhos, que cresceram e afogaram as plantas.

Mas uma parte da semente caiu em bom solo, onde produziu uma colheita, cento e sessenta ou trinta vezes o que foi semeada. Quem tem ouvidos, ouça.

Os discípulos se aproximaram dele e perguntaram: “Por que você está falando com pessoas em parábolas?” Ele respondeu: Porque o conhecimento dos segredos do reino dos céus foi dado a você, mas não a eles. Para quem tem, mais será dado, e ele terá abundância. Quem não tem, mesmo o que tem, será tirado deles. Então eu falo com eles em parábolas:

Jesus explica a parábola do semeador. (Sr. 4.13-20; Lc. 8.11-15)

Ouça, portanto, a parábola do semeador:

Quando alguns ouvem a palavra do reino e não a compreendem, o maligno vem e arrebata o que é semeado em seus corações. Este é o que foi regado ao longo do caminho.
  E aquele que foi semeado em terreno pedregoso, esse foi quem ouviu a palavra, e o momento a recebeu com alegria;
  mas não tem raiz em si mesma, portanto é de curta duração, porque quando a palavra produz aflição ou perseguição, tropeça e é rejeitada.
  Aquele que foi semeado entre espinhos, foi ele que ouviu a palavra, mas as angústias deste século e a fraude das riquezas afogam a palavra, e ela se torna infrutífera.
  Mas quem é semeado em boa terra, é quem ouve e entende a palavra e dá frutos; e produz cento, sessenta e trinta vezes um.

“Jesus vive! A vitória foi conquistada
A morte não pode mais me assustar;
Jesus vive, o reino da vida está feito!
Do meu túmulo, Cristo me levantará.
Então vidas melhores começarão;
Esta será a minha confiança. ”